Ana Jensen

ana.ht4_
Imagem: Portal São Francisco

Lendas no Brasil são inúmeras, influenciadas diretamente pela miscigenação na origem do povo brasileiro. Devemos levar em conta que uma lenda não significa uma mentira, nem tão pouco uma verdade absoluta, o que devemos considerar é que uma história para ser criada, defendida e o mais importante, ter sobrevivido na memória das pessoas, ela deve ter no mínimo uma parcela de fatos verídicos. (Wikipédia, a enciclopédia livre)

Uma das histórias mais conhecidas em São Luís, capital do Maranhão :
Uma mulher de grande influência social e poder econômico ficou conhecida pela crueldade com seus servos. Ana Jansen, ou a “Rainha do Maranhão”, atacava-os de maneira bárbara e, por vezes, torturava-os até clamarem pela morte.Ela fazia seus escravos como tapete, pisando em cima deles para que assim ela não estragasse os seus sapatos caros, reza a lenda também que ela pegava os seus escravos mais rebeldes e amarrava os de ponta-cabeça dentro do poço  Segundo a população local, a crueldade em vida rendeu-lhe uma condenação: vagaria eternamente pelas ruas da cidade de São Luís.

O que impressiona é que não são poucas as testemunhas sobre o caso de uma velha senhora de coque que, vez ou outra, especialmente em noites de sexta-feira, passeia com uma carruagem pelas ladeiras estreitas do centro histórico da capital maranhense. Entre os rangidos dos parafusos e o arrastar das correntes pelos paralelepípedos, um negro com evidências de ferimentos é visto guiando a carroça puxada por mulas ensandecidas.

Fonte: alto astral ,Segredos.org.
Você acredita?

Bons Amigos

www.recantodasletras.com.br                                                                   Foto: wikipedia

Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir
Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!

Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.
Amigo a gente entende!

Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar.
Porque amigo sofre e chora.
Amigo não tem hora pra consolar!

Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam
a realidade.
Porque amigo é a direção.
Amigo é a base quando falta o chão!

Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.
Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
Ter amigos é a melhor cumplicidade!

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,
Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!

Machado de Assis

 

 

 

 

Hoje a Solenidade de Corpus Christi !

Corpus Christi é uma data comemorativa que faz parte do calendário católico em homenagem ao sacramento da eucaristia. A comemoração foi instituída pela Igreja no século XIII.
Aqui no Brasil a data é celebrada com um feriado, sempre em uma quinta-feira. No dia de Corpus Christi, celebra-se um dos princípios mais importantes do catolicismo: o sacramento da eucaristia.

Esse sacramento do catolicismo é realizado como uma forma de relembrar a morte e ressurreição de Jesus Cristo. Nesse sacramento, o pão que é consumido representa o corpo de Cristo, e o vinho ingerido simboliza o sangue de Cristo.

A realização da eucaristia é uma referência à Última Ceia, realizada por Cristo com seus discípulos durante a Semana Santa, e à ordem de Cristo (conforme a simbologia citada) de consumir o pão e o vinho em sua memória. Ainda dentro da teologia católica, acredita-se que na eucaristia ocorre algo conhecido como transubstanciação, no qual os elementos (hóstia e vinho), após serem consagrados, transformam-se, em essência, na carne e no sangue de Cristo.

A comemoração de Corpus Christi ocorre exatamente 60 dias após a Páscoa. A data é celebrada obrigatoriamente em uma quinta-feira. Isso acontece como uma simbologia pelo fato de que a Última Ceia ocorreu em uma quinta-feira, segundo a tradição. Outro marco importante para o estabelecimento da data é o Domingo da Santíssima Trindade. Na quinta seguinte ao Domingo da Santíssima Trindade, é comemorado Corpus Christi.

A comemoração de Corpus Christi faz parte do calendário tanto da Igreja Católica como de algumas igrejas anglicanas. A data não é comemorada por cristãos ortodoxos nem pelos protestantes. No Brasil, em decorrência da grande tradição católica, a comemoração da data é acompanhada por algumas práticas que foram consolidadas aqui a partir da influência dos portugueses.

Uma tradição típica de Corpus Christi no Brasil trazida pelos portugueses é a atividade de produzir tapetes. Os tapetes de Corpus Christi são uma prática comum em muitas partes do país, representando símbolos e cenas importantes da fé católica. Os tapetes são confeccionados a partir de vários produtos, como serragem, borra de café, areia etc.

A origem da comemoração dessa data remonta ao século XIII, oficialmente em 1264, durante o pontificado de papa Urbano IV (papa da Igreja de 1261 a 1264) resultado da influência dos relatos de Juliana de Mont Cornillon, uma freira belga que nasceu nas proximidades da cidade de Liège, em 1193.

Os relatos sobre Juliana de Mont Cornillon indicam que ela dizia ter, durante anos, visões e sonhos que traziam uma mensagem divina acerca da importância de se criar uma festa que comemorasse de maneira apropriada o sacramento da eucaristia. Esses relatos influenciaram inicialmente Roberto de Thourotte, bispo da diocese de Liège, que autorizou a realização de uma comemoração para 1247.

O bispo de Thourotte nunca chegou, de fato, a presenciar a comemoração ser realizada, pois acabou falecendo antes disso. No entanto, os relatos de Juliana impactaram outra pessoa em Liége: o arcediago Jacques Pantaleon. Esse arcediago nasceu em Troyes, na França, e em 1261 seria entronizado papa sob o nome de Urbano IV, que, conforme mencionamos, foi o responsável por oficializar a criação dessa celebração.

Além dos relatos de Juliana de Mont Cornillon, outro acontecimento narrado sensibilizou o papa a criar Corpus Christi. Os relatos afirmam que, em 1264, um sacerdote da Boêmia chamado Pedro de Praga foi a Roma para se encontrar com Urbano IV. Durante seu retorno à Boêmia, Pedro de Praga deteve-se em Bolsena e lá realizou o sacramento da eucaristia. Durante o sacramento, conta-se que sangue começou a verter da hóstia consagrada.

Esse suposto milagre ficou conhecido como Milagre de Bolsena, e seu relato rapidamente se espalhou, alcançando o próprio papa, que, pouco tempo depois, oficializou a criação de Corpus Christi. Aos poucos, a festa difundiu-se por outras localidades da Europa. Corpus Christi teve sua importância ratificada durante o século XIV, e práticas comuns à festa foram criadas com o passar do tempo.

Por Daniel Neves
Graduado em História

 

 

Dia dos Namorados

41eec0b4

Dia dos Namorados, 12 de junho, é uma data importante no calendário brasileiro. Acontece na véspera do dia consagrado a Santo Antonio, o “santo casamenteiro”.

Feliz Dia aos casais de namorados, pretendentes e apaixonados !

O Amor…
É a única trilha aonde duas almas se tornam únicas e seguem o mesmo rumo até a eternidade.
Sirlei Passolongo
Imagem: Internet

São João está chegando.

Fogueira, bebidas quentes, comidas deliciosas, dança e muita animação, são os ingredientes básicos para um bom arraiá. Claro que para ficar completo tem que ter quadrilha, de preferência daquelas bem grandes com vários casais além dos tradicionais noivos

O que muita gente não sabe é que a nossa quadrilha é de origem francesa.

A história da Quadrilha

A quadrilha teve origem na Inglaterra no século XIII e devido a guerra dos cem anos, entre franceses e ingleses, acabou sendo incorporada e adaptada à cultura francesa.

A dança de salão, coletiva, formadas geralmente por quatro casais, que tinham o nome de quadrille ocorria principalmente em Paris. Em grandes salões palacianos com a participação exclusivamente de membros da aristocracia francesa.
foto-1

Com sua disseminação na Europa, ela chegou em Portugal e se popularizou no Brasil a partir do Século XIX mediante influência da Corte Portuguesa. Inicialmente, no Rio de Janeiro, sede da Corte, ela foi muito bem recebida pela nobreza.

Embora fosse uma dança que acontecia nos meios aristocráticos, mais tarde, ela conquistou o povo e adquiriu um novo significado mais popular.

Herança também no vocabulário

Explicada a origem da quadrilha fica mais fácil de perceber que muitas das palavras que utilizadas como comandos para marcar os momentos da coreografia também são de origem francesa.

Alavantú (en avant tous)- todos os casais vão para a frente

Anarriê (en arrière) – casais vão para trás

Changê (changer/changez) – trocar/troquem o par

Cumprimento ‘vis-à-vis’ – cumprimento frente a frente

Otrefoá (autre fois) – repete o passo anterior

A quadrilha brasileira

Aqui no Brasil a dança passou por um processo de mistura de culturas, principalmente com a nordestina. A coreografia gira em torno de um evento: a comemoração do casamento antecipado (e forçado pelos pais) de uma noiva que fica grávida antes das núpcias.

A música por aqui é mais agitada, inúmeros novos comandos foram inseridos e muitas adaptações acontecem de acordo com a cultura regional, já que em se tratando de Brasil, há muitas peculiaridades em cada uma das regiões.

Texto: Blog
AUTREMENT DIT RIO
Imagem: Internet

 

 

 

Ame sempre…

Diz um conto chinês que um jovem foi visitar um sábio conselheiro e lhe falou sobre as dúvidas que tinha a respeito de seus sentimentos por uma bela moça a quem seria obrigado a casar.

O sábio escutou-o, olhou-o nos olhos e disse-lhe apenas uma coisa: Ame-a.
E logo se calou.

Disse o rapaz:
– Mas, ainda tenho dúvidas…

– Ame-a, disse-lhe novamente o sábio.

E, diante do desconcerto do jovem, depois de um breve silêncio, disse-lhe o seguinte:

– Meu filho, amar é uma decisão, não um sentimento. Amar é dedicação. Amar é um verbo e o fruto dessa ação é o amor. O amor é um exercício de jardinagem. Arranque o que faz mal, prepare o terreno, semeie, seja paciente, regue e cuide. Esteja preparado porque haverá pragas, secas ou excessos de chuvas, mas nem por isso abandone o seu jardim. Ame, ou seja, aceite, valorize, respeite, dê afeto, ternura, admire e Compreenda.
Simplesmente: Ame!

A inteligência sem amor, te faz perverso.
A justiça sem amor, te faz implacável.
A diplomacia sem amor, te faz hipócrita.
O êxito sem amor, te faz arrogante.
A riqueza sem amor, te faz avarento.
A docilidade sem amor, te faz servil.
A pobreza sem amor, te faz revoltado.
A beleza sem amor, te faz horrível.
A autoridade sem amor, te faz tirano.
O trabalho sem amor, te faz escravo.
A simplicidade sem amor, te deprecia.
A lei sem amor, te escraviza.
A política sem amor, te faz corrupto.

A vida sem AMOR…não tem sentido.

Imagem: Internet

 

Dia das Mães

Quando ela não está mais aqui.

Domingo, 12 de maio, é o Dia das Mães. Que Feliz Dia para partilhar com sua mãe! Quero dedicar estas palavras àquela que cuidou de mim, uma mãe de ouro cujo coração era ternura e generosidade. Hoje não é mais deste mundo, porém sua partida nunca apagará a lembrança dos dias felizes. Sinto sua falta! Descansa em paz em um mundo feito de felicidade.
Feliz Dia das Mães onde estiver, mamãe!

Para todas as mães, incluindo aquelas que nos deixaram.

red-rose-2759478_640