MIGRAÇÃO

Desde alguns meses, o Canadá acolhe à sua fronteira um número cada vez mais importante de requerentes de asilo que provêm dos Estados Unidos e  80% entre eles de origem haitiana. Estes migrantes chegam por via terrestre pensando obter, muito facilmente, um estatuto de residente permanente. Mas, o procedimento não é tão simples. Diante desta enorme afluência, o governo canadense instaurou uma comunicação que visa informar, inicialmente, os candidatos sobre o processo de imigração.

Os requerentes de asilo haitianos vêm da América do Sul, empurrados por uma conjuntura econômica difícil, ou diretamente de Haiti (transitando pela Flórida), fujindo da pobreza do seu país, mas – mais surpreendente – chegam também dos Estados Unidos, incitados pelo temor a serem expulsos sem mais formalidades pela administração Trump, nos próximos meses.

Quebec, e mais particularmente Montreal, já oferece abrigo a uma das mais importantes comunidades haitianas do mundo. Na cidade, os novos migrantes podem, evidentemente, contar com a solidariedade desta comunidade. O cálculo é, portanto, feito rapidamente para os candidatos no início.

“É verdade que o Canadá é um país acolhedor, mas temos um sistema de imigração estrito. Os requerentes de asilo devem, nomeadamente, provar que correm um grande risco se voltassem para seu país de origem, a fim de  serem reconhecidos como refugiados. O fato de atravessar a fronteira, ilegalmente, não lhes dá nenhuma vantagem no Canadá, não é uma injustiça. Podem ser devolvidos ao seu país de origem. As pessoas precisam saber tudo isso “, diz Emmanuel Dubourg.

Le Courrier
Journal des Francophones de Floride
( Tradução )

barra

Anúncios

FRASE

a

“Revirei aquela gaveta onde se guarda tudo de importante: amor, alegria, sorrisos, fé…..Como foi bom!!! Recolhi com carinho o amor encontrado, dobrei direitinho os desejos, perfumei na esperança, passei um paninho nas minhas metas e deixei-as à mostra. Coloquei nas gavetas de baixo lembranças da infância; em cima, as de minha juventude, e… pendurado bem à minha frente, coloquei a minha capacidade de amar… e de recomeçar….”

Martha Medeiros

DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE

W. E.L

Podemos considerar o meio ambiente como nosso país, nossa ciadade, nosso bairro. É onde moramos (planeta Terra).

É a soma de tudo o que é matéria e energia de um lugar.

Frequentemente, as interferências são causadas muitas vezes pelo ser humeno e, por vezes são irreversíveis. Todfos os seres vivos dependem uns dos outros e dos recursos naturais que o planeta proporciona. Água, ar e solo são elementos essenciais para a manutanção da vida na Terra.

A água é indispensável para o surgimento da vida no planeta e é fundamental para a sobrevivência de todos os seres vivos. Ocupa três quartos da superfície terrestre, sendo que a maior parte é salgada, encontrada nos mares e oceanos. Apenas 1 % da água do planeta é considerada aproveitável para o consumo da grande maioria dos seres vivos. Por isso, há uma preocupação muito grande com a poluição e o desperdício da água.

O ar puro não tem cheiro, gosto ou cor e também não tem forma. Mas, mesmo assim, sabemos que ele é essencial para a respiração de todos os seres vivos.

Podemos perceber a presença do ar ao nosso redor de várias maneiras, seja pelo movimento do ar (vento), seja pela respiração dos peixes debaixo da água. O ar é uma mistura de vários gases, entre eles o oxigênio. É tão importante que sua ausência provoca a morte.

O solo é a camada mais superficial da crosta terrestre e é formado ao longo de muitos anos pela interação entre as rochas, a água, a atmosfera e os seres vivos. É nele que as plantas se fixam e crescem, que os animais se locomovem e é dele que todos os seres vivos retiram materiais necessários à vida.

Image: Wikipédia, a enciclopédia livre

Fonte: http://www.ftd.com.br

MONTRÉAL

Montreal é a segunda cidade mais populosa do Canadá. Está localizada principalmente na ilha fluvial de Montreal, no rio São Lourenço, no sul da província de Quebec, que é a metrópole. (Wikipédia – Tradução)

FELIZ DIA DAS MÃES

MÃE

A palavra mais suave que os lábios humanos possam pronunciar é a palavra Mãe.
A mais bela invocação: “Mamãe”!
Uma palavra ao mesmo tempo pequena e imensa, cheia de esperança, de amor e de ternura.
A Mãe é tudo nesta vida: consolo na aflição, luz na desesperança, força na derrota.
É a fonte da piedade e da compaixão.
Quem perde sua mãe perde um peito onde reclinar a cabeça, e uma mão que o abençoa, e um olho que o protege.

Gibran Khalil Gibran

Imagem : Pixabay