DIA INTERNACIONAL DA FELICIDADE

 

felicidade

A Assembléia Geral das Nações Unidas proclamou hoje, 20 de março, Dia Internacional da Felicidade. Numa resolução adoptada por consenso, a Assembléia sublinha que "a busca da felicidade é um objetivo fundamental do ser humano". A resolução pede aos países membros 193 para comemorar este dia "de forma apropriada, incluindo atividades educacionais". ( Le Figaro ) ( Tradução )

"Este primeiro Dia Internacional da Felicidade nos oferece a ocasião de fortalecer nosso compromisso a promover o desenvolvimento humano sustentável e inclusivo e para renovar nosso compromisso de ajudar os outros. Quando contribuimos para o bem comum, enriquecemos nós mesmos. Compaixão traz felicidade, e vai nos ajudar a moldar o futuro que queremos", disse Ban Ki Moon, secretário-geral das Nações Unidas. ( Courant Positif ) ( Tradução )

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, recomendou, por sua vez, a canção de Steve Wonder, Signed, Sealed, Delivred I’m Yours. Para Ban Ki-moon, o Dia Internacional da Felicidade serve para para "usar a língua universal que é a música para mostrar solidariedade para com pessoas de todo o mundo que sofrem com pobreza, abuso de direitos humanos, crises humanitárias e os efeitos da degradação ambiental". ( DN ARTES )

https://www.youtube.com/watch?v=RS2nfeN4DEw#t=48

A BELEZA FEMININA

Paulo Coelho

9c7bab4m

Algumas linhas no rosto, algumas cicatrizes no ventre, algumas marcas de estrias não lhes tira a beleza. São feridas de guerra, testemunhas de que fizeram algo em suas vidas, não tiveram anos "em formol" nem em spa… viveram! O corpo da mulher é a prova de que Deus existe. É sagrado recinto da gestação de todos os homens, onde foram alimentados, ninados e nós, sem querer, as enchemos de estrias, de cesárias e demais coisas que tiveram que acontecer para estarmos vivos. Cuidem-no! Cuidem-se! Amem-se! A beleza é tudo isto. Tudo junto!

8 de Março é o dia de todas as mulheres: branca, negra, indígena, religiosa, solteira, casada, divorciada…

Parabéns, Mulher! 

21/02 DIA INTERNACIONAL DA LÍNGUA MATERNA

plnm2 
Falar é uma das faculdades mais importantes do ser humano, pois o diferencia dos animais irracionais. Não se sabe com certeza quantas diferentes línguas há no mundo, porém, sem dúvida, são mais de quatro mil. Na África, por exemplo, são faladas 1.300 línguas, entre 560 milhões de pessoas; na Europa, falam-se mais de trinta.

A língua é um sistema gramatical pertencente a um grupo de indivíduos que permite expressar a consciência dessa coletividade; a linguagem é o sistema de sinais que serve de meio de comunicação entre as pessoas. A língua materna, portanto, expressa a cultura, a alma de um povo.

A língua portuguesa espalhou-se pelo mundo todo como resultado das conquistas territoriais efetuadas pelos navegadores portugueses. Nos séculos XV e XVI, Portugal possuía colônias na África, em ilhas da China e na América do Sul, ou seja, em terras brasileiras. Com a expansão marítima de Portugal, único país de língua portuguesa da Europa, o português tornou-se a língua oficial de suas novas possessões e passou a ser ensinado nas escolas e falado nos lares, sobretudo no Brasil. Nas outras colônias as populações continuaram utilizando dialetos bem diferentes.

O português ocupa a 8ª posição entre as dez línguas mais faladas do mundo, calcula-se que seja falado por cerca de 230 milhões de pessoas.

É fato comprovado que uma língua se nutre de outras, pois as palavras que atravessam fronteiras provêm, em geral, de uma cultura dominante. A riqueza do português falado no Brasil se deve ao fato de ter incorporado vários termos estrangeiros e de ter recebido a influência de outros idiomas. O Nordeste sofreu a invasão dos holandeses e dos franceses e incorporou expressões desses povos. As regiões do Sul e Sudeste acolheram imigrantes italianos e alemães, e isso se reflete no modo sulista de falar. Há ainda a influência de línguas indígenas e africanas.

Um idioma desaparece quando a sociedade que o fala se extingue. Foi o que aconteceu com o idioma de certas tribos indígenas brasileiras. O latim é um caso diferente. Atualmente, nenhuma sociedade se expressa em latim, que, apesar disso, continua sendo usado, de certa maneira, pelos povos que falam as chamadas "línguas latinas ou românticas": português, espanhol, francês, italiano, romeno etc. As línguas estão em constantes transformações que espelham a evolução da história, haja vista o português do século XVI, que era diferente do atual; o do futuro também será diferente.

Alguns países têm se esforçdo para manter o purismo de seu idioma. A França tem resistido aos estrangeirismos e conseguiu substituir com sucesso alguns termos técnicos na área da informática.. O Brasil – único país de língua portuguesa no continente americano -, para proteger sua língua da influência estrangeira, teria de se unificar com os outros países de idioma português. Isso é quase impossível, pois, mesmo dentro do território brasileiro, não só a língua falada como também a escrita são diferenciadas pelos regionalismos.

Fonte: Portal Paulinas
Imagem: Site da UNESCO

NINGUÉM PODE CONSTRUIR EM TEU LUGAR

1064958stmoaqz1ca

 

"Ninguém pode construir em teu lugar as pontes que precisarás passar, para atravessar o rio da vida – ninguém, exceto tu, só tu.
Existem, por certo, atalhos sem números, e pontes, e semideuses que se oferecerão para levar-te além do rio; mas isso te custaria a tua própria pessoa; tu te hipotecarias e te perderias.
Existe no mundo um único caminho por onde só tu podes passar.
Onde leva? Não perguntes, siga-o!"

Friedrich Nietzsche

 

SEMANA PARA UM QUÉBEC SEM TABACO 2015

150118_216p3_tabagisme-tabac-semaine_sn1250

Os organizadores da Semana para um Québec sem tabaco, lançada domingo, têm como base    uma campanha focalizada sobre o sofrimento  cotidiano das vítimas do tabaco.

O tabaco faz sofrer suas vítimas antes de matá-las” diz numa nova propaganda um novo paciente submetido a uma traqueotomia. O vídeo mostra outras pessoas com doenças causadas pelo tabagismo, entre as quais o enfisema e o câncer.

Apesar das campanhas de conscientização, o número de fumantes no Québec continua o mesmo por dez anos. Um em cada cinco quebequense fuma, seja mais de um milhão e meio de pessoas.

Houve progresso durante alguns anos onde somente a metade da população fumava na década de 60, até 21 % hoje. Mas vemos que ainda é preciso recomeçar, porque novas pessoas começam a fumar”, disse Mario Bujold, diretor do Conselho Quebequense sobre o tabaco e a saúde, que coordena a Semana.

958389-tabagisme-cause-majorite-cas-emphyseme Uma pesquisa Léger apresentada no domingo revela que 66% dos quebequenses conhecem alguém que tenha sofrido de uma doença relacionada ao tabagismo.

Em pacientes fumantes, 45% costumam usar os serviços e tratamentos de saúde, 41% vão tomar medicação por longos períodos e 22% são inválidos.

Muitos deles têm dificuldade para fazer atividades esportivas, ou até mesmo se mover.

“Acabei de perder, no outono, um tio com câncer no pulmão. Ele fumava há muito tempo. Parou, mas o estrago já estava feito. Isso prejudica gerações, afeta a todos”, testemunhou o humorista François Massicotte, porta-voz da Semana no Québec sem tabaco.

Vinte e oito pessoas morrem diriamente, no Québec, por causa do tabagismo.

Fonte: Radio Canada
(Tradução)

COLHEITA DE FLORES

Ainda que a dor visite meu coração, manche meus olhos quando o riso era uma luz tão serena… Ainda que palavras tentem trazer-me derrota, que pessoas que tanto amo não me ofereçam flores… Ainda assim, eu Sigo, porque Deus Cuida de Mim. É o Bálsamo do meu peito, a Paz dos meus olhos e Sua Voz a mais doce de todas as palavras, Ele me oferece um caminho perfeito, onde os espinhos são meros expectadores da Colheita das minhas Flores.

Sirley L. Passolongo