CANNABIS (Maconha)

Journal de Québec
Journal de Québec. jpg

Em Québec 12 filiais da Québec Cannabis Society (SQDC) abriram suas portas na quarta-feira. A multidão era tão grande que apenas dois dias após a comercialização a SQDC anunciou várias faltas de estoque.
journaldemontreal.com

Canadenses se alinharam em todo o país na quarta-feira para estar entre os primeiros a consumir maconha legalmente. A mania da legalização da droga, no entanto, criou escassez e preocupações sobre a capacidade da rede legal de atender à demanda.

A metade removida do mercado já é um impacto sobre o Crime Organizado.
Ministro Bill Blair

O Obejetivo é desviar os consumadores do mercado ilícito garantindo que o marketing [legal] não atinja populações vulneráveis e crianças.
Bill Blair, Ministro da Segurança das Fronteiras e Rudução do Crime Organizado.
RADIO-CANADA

Tradução.

Anúncios

ELEIÇÕES 2018

Jair Bolsonaro e Fernando Haddad decidirão eleição para presidente no segundo turno.

2018-09-28t190115z_1202778167_rc16416029b0_rtrmadp_3_brazil-election-poll_ZRpStKb

Os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) decidirão quem será o presidente do Brasil pelos próximos quatro anos, segundo os dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgados no domingo (7). Eles disputam a Presidência pela primeira vez.

Esta é a oitava eleição presidencial por meio de voto direto desde a redemocratização, no fim da década de 1980. O vencedor governará o Brasil de 1° de janeiro de 2019 a 31 de dezembro de 2022.

Após a confirmação do resultado, Bolsonaro afirmou que o Brasil não pode “dar mais um passo à esquerda” porque, segundo ele, está à beira do caos. Ele falou em unir nosso povo, “unir os cacos que nos fez o governo da esquerda no passado”.

Haddad também se referiu à necessidade de união. “Queremos unir as pessoas que têm atenção aos mais pobres desse país tão desigual”, declarou. O presidenciável do PT disse que, para isso, contará com “uma única arma: o argumento”.

VIA : G1 — Brasília

Os 147 milhões de eleitores brasileiros deverão votar novamente, em todo o país, no próximo dia 28 de outubro. ( Veja )