C’ÉTAIT GÉNIAL ET MODESTE À LA FOIS

Les Brésiliens étaient bien loin du gigantisme des cérémonies de Pékin ou des acrobaties de James Bond à la cérémonie de Londres.
Mais ils ont passé leur message avec panache et originalité.
Encore une fois, ils ont savamment exploité la «gambiarra». C’est l’expression qu’ils utilisent pour dire qu’ils sont capables de faire de grandes choses avec presque rien.
Pendant que la famille olympique célébrait à l’intérieur du mythique stade de Maracana, des milliers de soldats et de policiers équipés de blindés et de matraques faisaient le guet dans les rues avoisinantes.
Et un peu plus loin, à Copacabana, des milliers de citoyens écœurés dénonçaient la corruption de leur gouvernement.
Des deux côtés des barricades, le message était le même. Les Brésiliens veulent que le monde change.
En attendant, les Jeux de Rio sont officiellement ouverts.
Un texte de Martin Leclerc
Photo de Rogério
Santana

Tradução

“Foi muito bom e modesto ao mesmo tempo.”

Os brasileiros estavam longe do tamanho gigantesco das cerimônias de Beijing ou as acrobacias de James Bond na cerimônia de Londres.
Mas eles passaram a sua mensagem com brio e originalidade.
Uma vez mais, eles exploraram habilmente o “GÂMBIARRA” . É a expressão que eles usam para dizer que são capazes de fazer coisas grandes com quase nada.
Enquanto a família Olímpica celebrava dentro do Estádio do Maracanã, milhares de soldados e policiais equipados com carros blindados e cassetetes vigiavam nas ruas próximas.
E um pouco mais longe , em Copacabana, milhares de cidadãos denunciam a corrupção de seu governo.
Nos dois lados da barricada, a mensagem era a mesma. Brasileiros querem que o mundo mude.
Enquanto isso, os Jogos do Rio estão oficialmente abertos.

Cerimônia-de-Abertura-da-Rio-2016-Foto-de-Rogério-Santana-885x565

 

 

DIA INTERNACIONAL DAS CRIANÇAS VÍTIMAS DE AGRESSÃO

crianca-vitima-de-agressao4 de Junho

Dia quatro de junho não é data para se comemorar. É um dia, isto sim, para refletirmos sobre algo terrível: a violência contra as crianças. Quatro de junho, por conseguinte, foi escolhido para ser o Dia Internacional das Crianças Vítimas de Agressão. Em todo o mundo ela acontece e, aqui, no Brasil, também. Infelizmente.

Mas é preciso ficarmos atentos para o significado dessa agressão e nos perguntarmos de que tipo de agressão, afinal, estamos falando.
Somente da agressão física? Naturalmente que esta é a mais dolorosa do ponto de vista biológico, mas será ela a mais absurda?

Existem diversos níveis de agressão: a corporal, a psicológica, a social, a econômica… outros deve haver, com certeza, mas por ora fiquemos com esses.

VIOLÊNCIA CORPORAL

Segundo o Ministério da Saúde, a violência é a segunda causa de mortalidade global em nosso país e só fica atrás das mortes por doenças do aparelho circulatório. Os jovens são os mais atingidos. Além deles, a violência atinge ainda, em grau muito elevado as crianças e as mulheres. Para esta situação contribuem diversos fatores, entre eles, a má distribuição de renda, a baixa escolaridade, o desemprego.

Na cidade de São Paulo, por exemplo, 64% das denúncias de agressão à criança tem origem em casa, de acordo com levantamento do SOS Criança (instituição estadual que recebe denúncias de agressão contra a criança e o adolescente).

Os episódios mais rotineiros são afogamento, espancamento, envenenamento, queimadura e abuso sexual.

Não é preciso ressaltar o quanto os casos de estrupo, de clausura, prejudicam o desenvolvimento afetivo e psicológico da criança, sem falar naqueles que levam à morte ou a problemas físicos irreversíveis.

VIOLÊNCIA ECONÔMICO-SOCIAL

Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – Trabalho Infantil (PNAD/2001), realizada pelo IBGE, o trabalho infantil é exercido por cerca de 2,2 milhões de crianças brasileiras, entre 5 e 14 anos de idade. A maioria dessas crianças vem de famílias de baixa renda e trabalha no setor agrícola.

Dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT) apontam que nos países em desenvolvimento mais de 250 milhões de crianças de 5 a 14 anos de idade. A maioria delas 61% vive na Ásia – um continente de grande densidade populacional – e em seguida vem a África, com 32%. Porém, em termos relativos, é na África que a situação preocupa, pois em cada cinco crianças, duas trabalham. Na Ásia, a proporção cai para a metade: de cada cinco crianças de 5 a 14 anos, uma trabalha.

Nas grandes cidades, muitas crianças são ambulantes, lavadoras e guardadoras de carros, engraxates etc., vivem de gorjetas, sem remuneração ou com, no máximo, um salário mínimo. Esta situação as afasta da sala de aula e também das brincadeiras, jogos lúdicos fundamentais para um desenvolvimento psicológico saudável rumo à vida adulta.

Consequência da pobreza, uma vez que essas crianças necessitam trabalhar para ajudar o sustento familiar, o trabalho infantil é proibido pela Constituição Brasileira de 1988 e seu combate é considerado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) uma das prioridades dos países em desenvolvimento.

Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística
em Portal São Francisco

 

SEMANA PARA UM QUÉBEC SEM TABACO 2015

stop-4036139_640

Os organizadores da Semana para um Québec sem tabaco, lançada domingo, têm como base    uma campanha focalizada sobre o sofrimento  cotidiano das vítimas do tabaco.

O tabaco faz sofrer suas vítimas antes de matá-las” diz numa nova propaganda um novo paciente submetido a uma traqueotomia. O vídeo mostra outras pessoas com doenças causadas pelo tabagismo, entre as quais o enfisema e o câncer.

Apesar das campanhas de conscientização, o número de fumantes no Québec continua o mesmo por dez anos. Um em cada cinco quebequense fuma, seja mais de um milhão e meio de pessoas.

Houve progresso durante alguns anos onde somente a metade da população fumava na década de 60, até 21 % hoje. Mas vemos que ainda é preciso recomeçar, porque novas pessoas começam a fumar”, disse Mario Bujold, diretor do Conselho Quebequense sobre o tabaco e a saúde, que coordena a Semana.

 Uma pesquisa Léger apresentada no domingo revela que 66% dos quebequenses conhecem alguém que tenha sofrido de uma doença relacionada ao tabagismo.

Em pacientes fumantes, 45% costumam usar os serviços e tratamentos de saúde, 41% vão tomar medicação por longos períodos e 22% são inválidos.

Muitos deles têm dificuldade para fazer atividades esportivas, ou até mesmo se mover.

“Acabei de perder, no outono, um tio com câncer no pulmão. Ele fumava há muito tempo. Parou, mas o estrago já estava feito. Isso prejudica gerações, afeta a todos”, testemunhou o humorista François Massicotte, porta-voz da Semana no Québec sem tabaco.

Vinte e oito pessoas morrem diriamente, no Québec, por causa do tabagismo.

Fonte: Radio Canada
(Tradução)

DRIBLE NASCEU NO BRASIL

brasilxjapao2“Drible NASCEU NO BRASIL quando os jogadores eram negros para SALVAR sua pele”.

O Brasil que acolhe a Copa do Mundo 2014, é conhecido  mundialmente como “joga bonito”. Como definir este estilo de jogo?

O jogo brasileiro bonito é um futebol colorido e extravagante onde os atacantes jogam como sambistas e lutadores de capoeira. É um jogo feito de improvisações deslumbrantes e individuais, um jogo irreverente. Ao contrário do jogo europeu, físico e geométrico, o futebol brasileiro é intimamente ligado à noção de prazer.

Ele surgiu na década de 1930, desconhecido na época pois o futebol é dominado pelo chute e correr britânico, um jogo no ar, com base em passes longos. Por outro lado, o drible é um elemento central do futebol brasleiro. Drible é a arte de desvencilhar-se do adversário gingando o corpo e controlando a bola. Esta maneira de jogar vai atingir seu clímax com a seleção brasileira de 1970, liderada por Pelé e em1982 com Zico, Sócrates e Falcão, onde as realizações individuais e movimentos coletivos são combinados perfeitamente.

O que é fascinante é ver como o drible é o resultado da história do Brasil. Quando o futebol foi implantado no Brasil na virada do século XX, era um esporte de brancos, burgueses e aristocratas. A escravidão foi abolida em 1888, mas o Brasil ainda é muito marcado pela segregação racial. Elites brancas consideram a misceginação como uma maldição nacional, castigo divino. Nenuhum jogador negro é, portanto, tolerado nos primeiros grandes clubes de futebol.

Para escapar aos insultos e golpes, alguns jogadores mulatos decidiram usar disfarces . Carlos Alberto cobriu o rosto com pó de arroz, Arthur Friedenreich, o primeiro dos grandes jogadores brasileiros de futebol da história, alisou os cabelos crespos com brilhantina.  É nesse momento que nasce o drible. Para esses jogadores, o drible é uma maneira de evitar as cobranças raramente sancionadas aos adversários brancos e aos insultos dos partidários. O drible é um ardil, uma técnica de sobrevivência, para salvar a pele.

Garrincha, com razão, é considerado como o dribleur mais brilhante da história. Garrincha multiplicava provocações em frações de segundos.

Pelé, antítese de Garrincha, mais sério, mais inteligente, tinha tudo: técnica, visão do jogo, um poder físico extraordinário e um relaxamento incrível apesar do tamanho bastante modesto.

Fonte: Par seneweb
( Tradução )

5 DE FEVEREIRO – DIA DO DACTILOSCOPISTA BRASILEIRO

dactil8

 

Identificar uma pessoa significa diferenciá-la das demais. Para isso, a biometria, ramo da ciência que estuda as medidas físicas dos seres vivos, baseia-se em traços faciais, íris, retina, voz, grafia e impressão digital.

Entre os métodos de identificação biométrica, o mais eficaz é a papiloscopia, que investiga as saliências exteriores da pele. Um de seus principais campos é a análise das impressões digitais, denominda dactiloscopia.

A possibilidade de duas pessoas apresentarem a mesma impressão digital é uma em 64 bilhões. Além disso, os desenhos das palmas das mãos e das extremidades dos dedos definem-se no quarto mês de vida intra-uterina e jamais se modificam.

Esta técnica foi adotada em 1891 pela Scotland Yard, a famosa polícia de Londres, na Inglaterra. Chegou ao Brasil em 5 de fevereiro de 1963, daí o Decreto 52.871, que considera este o Dia do Dactiloscopista Brasileiro.

A papiloscopia é exata na classificação de uma impressão digital, não se conhecendo duas pessoas com impressões digitais iguais, nem mesmo entre gêmeos.

Fonte: Portal São Francisco

COMO SE DEFENDER DE ATAQUES VIRTUAIS

seguranca_net_-_cadeado

 

Dia 28 de janeiro é comemorado o Dia Internacional de Proteção de Dados Pessoais. Em homenagem à data, a ESET – fornecedora de soluções de segurança da informação – preparou uma lista de conselhos para que os usuários protejam suas informações contra ataques virtuais.

Com o uso intensivo da internet e das redes sociais, há uma disseminação cada vez maior de golpes e ameaças online. E o Dia Internacional de Proteção de Dados Pessoais é uma excelente oportunidade para reforçar a importância dos usuários tomarem cuidados para evitar o vazamento e roubo de dados”, afirma Camilo Di Jorge, Country Manager da ESET Brasil.

Os principais cuidados que os usuários devem tomar para evitar que os dados pessoais caiam nas mãos de cibercriminosos:

Ao visitar páginas web que solicitam informações pessoais, é recomendável passar os dados apenas para sites confiáveis e que possuam protocolo SSL. Além disso, é importante verificar se o endereço começa com HTTPS, o que confirma que os dados estão sendo enviados por canal seguro.

— Em redes sociais, não aceite pessoas desconhecidas. Pense que o perfil pode ser falso e por trás dele pode existir uma pessoa que pretende tomar o controle do seu equipamento e roubar suas informações pessoais.

— Configure a privacidade da conta de redes sociais, com o intuito de evitar que as informções fiquem visíveis para qualquer usuário.

— Evite acessar home banking e serviços de e-mail de redes wi-fi desconhecidas ou em computadores não confiáveis.

— Pense antes de publicar e comentar nas redes sociais. Se for algo que você não diria pessoalmente para um grande número de pessoas, não escreva.

— Sempre encerre a sessão antes de sair. Ao acessar redes sociais, e-mails e outros sites que necessitam de login e senha, sempre encerre o acesso e não salve senha e usuário em computadores não pessoais.

— Faça uma limpeza periódica dos dados salvos automaticamente nas páginas web, como Cache, histórico etc.

— Navegue e faça downloads apenas de páginas confiáveis.

— Antes de instalar, leia o contrato de licença. Ao aceitar os contratos você pode estar autorizando que suas informações pessoais sejam encaminhadas para terceiros.

— Mantenha uma solução de segurança sempre atualizada no computador ou em qualquer outro dispositivo utilizado para acessar a internet.

Um erro muito comum dos usuários é acreditar que não possuem nada de grande importância em seus dispositivos. Porém, essa não é a verdade. Muitas vezes uma informação pode não ser considerada importante ou de pouca relevância, mas juntando diversas informações, o cibercriminoso pode traçar um perfil psicológico da pessoa e, com isso, se passar por ela e cometer crimes online”, comenta Rafael Labaca Castro, coordenador de Awareness & Research da ESET América Latina.

Fonte: Tribuna da Bahia
Publicada em 23/01/2014 16:21:00

 

PAPA FRANCISCO BATIZA FILHO DE UMA MÃE SOLTEIRA

20140112111529296726u

Numa cerimónia na Capela Sistina que juntou 32 crianças, o Papa Francisco batizou hoje (12 janeiro 2014) o filho de uma mãe solteira, bem como a filha de dois militares casados apenas no civil.

Estes batizados são uma tradição no Vaticano e decorrem na Capela Sistina geralmente para os filhos dos funcionários locais. Mas este ano o Papa Francisco decidiu incluir outros bebés.

Foi o caso da filha do casal de militares italianos, presentes numa audiência geral há alguns meses e que na altura pediram ao Papa argentino para batizar Giulia. Um pedido que Francisco aceitou, contaram à imprensa. Mas quando mandaram os documentos para o Vaticano, percebeu-se que só eram casados pelo civil e não pela Igreja.

Um contratempo que não impediu o Papa de batizar a menina, tal como batizou o filho de uma mãe solteira que, abandonada pelo companheiro, pensou primeiro em abortar antes de mudar de ideias e escrever uma carta ao Papa.

Têm o dever de transmitir a fé a estas crianças, é a mais bela herança que podem dar-lhes”, afirmou Francisco.

Fonte: CORREIO BRAZILIENSE

NELSON MANDELA MORREU

mandela-415x479

Nelson Mandela, herói da luta anti-apartheid, morreu, hoje, aos 95 anos de idade em sua casa em Johannesburg, disse o presidente sul-africano Jacob Zuma ao vivo na televisão pública.

Nelson Mandela “morreu”, disse ele, antes de fazer uma longa homenagem ao ex-presidente sul-africano. “Nosso querido Madiba terá funeral de Estado” disse ele anunciando que as bandeiras ficarão a meio mastro desde sexta-feira até o funeral.

Preso aos 27 anos, defendendo o fim da segregação racial, o advogado continua sua luta de sua cela. Eleito o primeiro presidente negro da África do Sul em 1994, trabalhou para a reconciliação entre as várias comunidades e a integração dos negros na sociedade. Admirado por sua integridade e compromisso, Nelson Mandela recebeu o Prêmio Nobel da Paz de 15 de outubro de 1993.

Não tardaram  reações do mundo inteiro com a notícia de sua morte, um dos personagens mais importantes do século 20.

O Canadá todo chora Nelson Mandela com sua família e os cidadãos da África do Sul”, reagiu à morte do ex-presidente, o primeiro ministro do Canadá, Stephen Harper, acrescentando que “o mundo perdeu um de seus maiores líderes espirituais”.

A educação é o grande motor do desenvolvimento pessoal. É através dela que a filha de um camponês se torna médica, que o filho de um mineiro pode chegar a chefe de mina, que um filho de trabalhadores rurais pode chegar a presidente de uma grande nação.
Nelson Mandela

 

NOMEAR CARDEAL MULHER É ‘EM TESE’ POSSÍVEL, DIZ O PORTA-VOZ DE PAPA FRANCISCO

Folha de São Paulo – O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, disse que teoricamente e teologicamente é possível a nomeação de uma mulher como cardeal pelo papa Francisco, mas que isso não está no horizonte – ao menos de curto prazo.

O próximo consistório (reunião para nomeação de cardeais) está marcado para fevereiro. “Não é uma possibilidade realista. Teológica e teoricamente, é possível [nomear uma mulher cardeal]: para alguém ser cardeal, em tese, não é preciso ter sido [padre]. Mas daí a sugerir que o papa nomeará mulheres cardeais no próximo consistório não é nem remotamente realista”, declarou.

sans-titre

Pe. Federico Lombardi

Ele não afirmou que isso nunca ocorrerá, porém, apenas que não na próxima leva de nomeações.

As especulações sobre o assunto começaram em setembro, quando o ex-padre Juan Arias, correspondente do jornal espanhol “El País” no Brasil, escreveu um artigo dizendo que Francisco cogitava elevar mulheres ao cardinalato.

No fim de semana, foi o irlandês “Irish Times” que levantou o tema, o que levou à manifestação de Lombardi.

Embora essa possibilidade nunca tenha sido confirmada, chegaram a circular nomes de mulheres “cardinaláveis”, como a teóloga Linda Hogan, do Trinity College de Dublin (Irlanda), e a ex-presidente irlandesa Mary McAleese. Desde sua eleição, Francisco tem dito que é necessário dar maior participação às mulheres na igreja.

Fonte: Fratres in Unum. com
Publicado em 6 novembro, 2013 às 4:40.

 

 

A FANTASIA DA ETNIA BRASILEIRA

Dia da Etnia do Brasil- 5 de setembro

povo%20brasileiro

Na atualidade não existe nenhuma sociedade ou grupo social que não possua a mistura de etnias diferentes. Há exceções como pouquíssimos grupos indígenas que ainda vivem isolados na América Latina ou em qualquer outro lugar do planeta.

De modo geral, as sociedades contemporâneas são o resultado de um longo processo de miscigenação de suas populações, cuja intensidade variou ao longo do tempo e do espaço. O conceito “miscigenação” pode ser definido como o processo resultante da mistura a partir de casamentos ou coabitação de um homem e uma mulher de etnias diferentes.

A miscigenação ocorre na união entre brancos e negros, brancos e amarelos e entre amarelos e negros. O senso comum divide a espécie humana entre brancos, negros e amarelos, que popularmente, são tidos como “raças” a partir de um traço peculiar – a cor da pele. Todavia, brancos, negros e amarelos não constituem raças no sentido biológico, mas grupos humanos de significado sociológico.

No Brasil, há o “Mito das três raças”, desenvolvido tanto pelo antropólogo Darcy Ribeiro como pelo senso comum, em que a cultura e a sociedade brasileiras foram constituídas a partir das influências culturais das “três raças” europeia, africana e indígena.

Contudo, esse mito não é compartilhado por diversos críticos, pois minimiza a dominação violenta provocada pela colonização portuguesa sobre os povos indígenas e africanos, colocando a situação de colonização como um equilíbrio de forças entre os três povos, o que de fato não houve. Estudos antropológicos utilizaram entre os séculos XVII e XX, o termo “raça” para designar as várias classificações de grupos humanos; mas desde que surgiram os primeiros métodos genéticos para estudar biologicamente as populações humanas, o termo raça caiu em desuso.

Enfim o “mito das trêas raças” é criticado por ser considerado uma visão simplista e biologizante do processo colonizador brasileiro.

Orson Camargo
Colaborador Brasil Escola
Graduado em Sociologia e Política pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo – FESPSP
Mestre em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP

Considero-me estrangeiro em qualquer país, alheio a qualquer raça. Pois a terra é minha pátria e a humanidade toda é meu povo”. ( Khalil Gibran )