NOVEMBRO AZUL

O Novembro Azul volta-se para a prevenção e conscientização da população a respeito do câncer de próstata.

O mês de novembro marca a luta contra o câncer de próstata

Com o fim do mês de outubro e das comemorações do Outubro Rosa, inicia-se o mês de novembro com mais um movimento que objetiva alertar a população sobre o câncer: o Novembro Azul.Esse movimento internacional, comemorado inicialmente na Austrália, em 2003, volta-se para a conscientização do público masculino a respeito do câncer de próstata.

A incidência do câncer de próstata é muito maior que a do câncer de mama, porém, o assunto muitas vezes não é tratado com a devida atenção pelo homem. A expectativa do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) é que, somente em 2014, tenham surgido 68.800 novos casos da doença no Brasil. Esse tipo de câncer é o que mais ocorre em homens em todas as regiões do nosso país, depois do câncer da pele.

O câncer de próstata está intimamente relacionado com a idade do paciente. Mais de 60% dos doentes foram diagnosticados com a doença aos seus 65 anos ou mais. Com esses dados, é possível perceber que o aumento da expectativa de vida em todo o o mundo está bastante relacionado com os aumentos nos números de ocorrência da doença.

Além da idade, outros fatores parecem ter relação com o surgimento do câncer de próstata. Primeiramente devemos destacar que pacientes que apresentam parentes que tiveram a doença possuem risco aumentado de desenvolvê-la. Alé disso, homens negros possuem mais chances de desenvolver a doença que homens brancos, assim como os obesos apresentam um maior risco.

Aliados a esses fatores, não podemos deixar de mencionar os hábitos alimentares pouco saudáveis. Uma alimentação rica em gordura, carnes e embutidos pode causar sérios problemas de saúde, inclusive o desenvolvimento de câncer de próstata. Sendo assim, controlar a alimentação, preocupando-se sempre em inserir vegetais na dieta, pode ajudar na proteção contra esse câncer.

O câncer de próstata é sempre tratado com muito preconceito pelos homens, principalmente em razão da realização do exame clínico (toque retal). Por isso, muitos preferem não procurar o urologista, fazendo com que o diagnóstico seja realizado tardiamente.

O diagóstico é feito pela análise dos resultados dos exames clínicos e do exame de sangue, denominado PSA (Antígeno Prostático Específico). Caso seja observada alguma alteração, uma biópsia deve ser realizada. A recomendação da realização desses exames depende da avaliação do médico. Normalmente é recomendado que eles sejam feitos a partir dos 50 anos de idade. Em pacientes que apresentam histórico familiar desse tipo de câncer, a recomendação é que os exames sejam feitos a partir dos 45.

Espera-se que as campanhas de conscientização sobre a doença no Novembro Azul incentivem os homens a procurarem o médico regularmente. Assim como no Outubro Rosa, durante todo o mês de novembro vários pontos turísticos do país e do mundo são iluminados, dessa vez no tom de azul

Aproveite a campanha e informe-se! Para saber mais sobre o câncer de próstata, clique aqui!

Fonte: Por Ma. Vanessa dos Santos

Anúncios

MAMOGRAFIA

5 de Fevereiro

Dia Nacional da Mamografia

Previna-se!

fotolia_28312527_m

A  mamografia é um exame de raio-x que serve para visualizar a região interna das mamas, segundo o Hospital do Câncer A. C Camargo o uso de exames preventivos aumentou bastante o número de casos de câncer identificados antes de causar sintomas.

O sintoma mais comum de câncer de mama feminino é o aparecimento de um caroço. Nódulos que são indolores, duros e mais chances de ser malignos, mas há tumores que são macios e arredondados. Por isto, é importante seguir as orientações médicas.

Entre os sintomas existe também:

. Inchaço em parte do seio

. Irritação da pele ou aparecimento de irregularidades na pele, como covinhas ou franzidos, ou que fazem a pele se assemelhar à casca de uma laranja

. Dor no mamilo ou inversão do mamilo (para dentro)

. Vermelhidão ou descamação do mamilo ou pele da mama

. Saída de secreção (que não leite) pelo mamilo

. Dor no mamilo ou inversão do mamilo (para dentro)

. Um caroço nas axilas

Mas não podemos esquecer que também existe o câncer da mama masculino, esse aparece de forma semelhante ao câncer da mama feminino, o tumor do homem é assintomático na sua fase inicial. O sintoma mais comum é o aparecimento e rápido crescimento de um nódulo (caroço) na mama.

Os sintomas podem ser:

. Retração ou edema da pele

. Secreção pelo mamilo

. Dor que só aparecerá em fases mais avançadas da doença

Não espere a dúvida, procure um médico e previna-se!

Maria Auxiliadora dos Santos é Secretária Nacional de Políticas para as Mulheres da Força Sindical

Fonte: www.fsindical.org.br
Portal São Francisco
Imagem: Namaste Equilibrio Saludable

 

 

 

DIA MUNDIAL DE PREVENÇÃO CONTRA A AIDS

thumbnailCAC3HFZK

O laço vermelho é visto como símbolo de solidariedade e de comprometimento na luta contra a aids.

O projeto do laço foi criado, em 1991, pela Visual Aids, grupo de profissionais de arte, de New York, que queriam homenagear amigos e colegas que haviam morrido ou estavam morrendo de aids.

O Visual Aids tem como objetivos conscientizar as pessoas para a transmissão do HIV/aids, divulgar as necessidades dos que vivem com HIV/aids e angariar fundos para promover a prestação de serviços e pesquisas.

O laço vermelho foi escolhido por causa de sua ligação ao sangue e à ideia de paixão, afirma Frank Moore, do grupo Visual Aids, e foi inspirado no laço amarelo que honrava os soldados americanos da Guerra do Golfo.

Foi usado publicamente, pela primeira vez, pelo ator Jeremy Irons, na cerimônia de entrega do prêmio Tony Awards, em 1991. Ele se tornou símbolo popular entre as celebridades nas cerimônias de entrega de outros prêmios e virou moda.

Por causa da popularidade, alguns ativistas ficaram preocupados com a possibilidade de o laço se tornar apenas um instrumento de marketing e perdesse sua força, seu significado. Entretanto, a imagem do laço continua sendo um forte símbolo na luta contra a aids, reforçando a necessidade de ações e pesquisas sobre a epidemia.

Não para a palavra “Aidético”

É sempre importante reforçar essa informação. Sendo a aids uma sigla de língua inglesa (Acquired Immune Dificiency Syndrome) não  justifica a derivação em palavra de língua portuguesa. É preciso entender também que a aids não é uma doença, mas sim uma síndrome (conjunto de sinais e sintomas). Além disso, o termo adota a intenção subjetiva de estigmatizar as pessoas que vivem com HIV, o vírus da aids, tornando-as sinônimas de doença.

Os portadores do vírus da aids só desenvolvem a doença quando seus organismos não conseguem mais se defender das doenças oportunistas, ocasionadas pela baixa imunidade (poucos linfócitos T4).

Os termos corretos que deverão ser utilizados, caso seja possível, são: soropositivos para o HIV ou portadores do HIV (tanto para quem tem o vírus como para quem está doente) ou doente de aids (somente para quem já está desenvolvendo doenças oportunistas relacionadas à aids).

Transmissão

– O vírus HIV pode ser transmitido pelo sangue, sêmen, secreção vaginal, leite materno
– Relações sexuais homo ou heterossexuais, com penetração vaginal, oral ou anal, sem proteção da camisinha, transmitem a Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis e alguns tipos de hepatite
– Compartilhamento de seringas entre usuários de drogas injetáveis
– Transfusão de sangue contaminado
– Instrumentos que cortam ou furam, não esterilizados
– Da mãe para o filho, durante a gravidez, o parto e a amamentação

Tratamento

Atualmente a terapia com os chamados “anti-retrovirais” proporciona melhoria da qualidade de vida, redução da ocorrência de infecções oportunísticas, redução da mortalidade e aumento da sobrevida dos pacientes. (Os anti-retrovirais são medicamentos que suprimem agressivamente a replicação do vírus HIV).

Fique Sabendo

A aids não é transmitida pelo beijo, abraço, toque, compartilhando talheres, utilizando o mesmo banheiro, pela tosse ou espirro, praticando esportes, na piscina, praia e, antes de tudo, não se pega dando a mão ao próximo, seja ele ou não soropositivo.

Fonte: Portal São Francisco


PRECAUÇÕES SOBRE O USO DE CELULARES

Riscos no uso de telefones móveis.

precaucoes%20celular%20B_E

Celulares: risco maior a crianças menores de oito anos

Um dos principais centros de pesquisa sobre o câncer dos Estados Unidos emitiu um alerta sobre os riscos do uso de telefones móveis, em razão das radiações magnéticas emitidas por esses aparelhos. Alguns estudos afirmam que telefones celulares emitem radiações eletromagnéticas que podem penetrar no cérebro humano e isso poderia causar danos à saúde ( um deles seria o aparecimento de tumores no cérebro).

Apesar de não haver uma pesquisa conclusiva que constate a relação entre o uso de celulares e o risco de tumores, os usuários devem começar a tomar certos cuidados. Alguns fabricantes de telefones celulares e sem fio declaram que os aparelhos emitem radiação eletromagnética.

Não devemos esperar que haja um estudo definitivo sobre esse assunto, pois é melhor estar errado por ser cauteloso, que lamentar mais adiante.

Algumas  precauções sobre o uso dos telefones celulares:

Permita o uso de calulares por crianças apenas em casos de emergência.

– Tente manter o aparelho longe do corpo enquanto guardado e use o viva-voz sempre que possível.

– É aconselhável que as pessoas usem o celular apenas para conversas rápidas, já que os efeitos biológicos estariam diretamente relacionados ao tempo de exposição.

Outro estudo realizado na Grã-Bretanha sugere que o uso dos celulares por crianças deve ser limitado e, além disso, a pesquisa aconselha que menores de oito anos de idade não usem esses aparelhos. É provável que os campos eletromagnéticos penetrem mais profundamente no cérebro das crianças que no dos adultos.

Em Israel, uma pesquisa feita com 500 israelenses aponta que o uso dos celulares pode estar vinculado ao aumento no risco de desenvolver câncer nas glâdulas salivares.

Por Líria Alves
Equipe Brasil Escola

 

O VENENO ESTÁ NA MESA

Silvio T.

É o nome do documentário de Silvio Tendler, cineasta brasileiro, que denuncia a problemática causada pelos agrotóxicos. Lançado no Rio de Janeiro dia 25 de julho. Breve nos cinemas.

O Brasil é o país que mais consome agrotóxicos no mundo: 5,2 litros/ano por habitante. Muitos desses herbicidas, fungicidas e pesticidas que consumimos estão proibidos em quase todo mundo, pelo risco que representam à saúde pública. O perigo é tanto para os trabalhadores (que manipulam os venenos) quanto para os cidadãos (que consomem os produtos agrícolas).

Fonte : Campanha Contra Agrotóxicos e pela vida RJ

 

Dia Mundial de combate à AIDS

1 de dezembro foi escolhido como Dia Mundial de combate à AIDS, quando o mundo une suas forças para a conscientização sobre esta doença. Desde o final dos anos 80, o Dia Mundial de combate à AIDS vigora no calendário de milhares de pessoas ao redor do mundo.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, ao final de 2007, 33 milhões de pessoas conviviam com o vírus HIV, sendo que diariamente, surgem 7.500 novos casos.

No Brasil, desde 1980 a junho de 2007 foram registrados 470 mil casos segundo o Ministério da Saúde.

O laço vermelho é símbolo da solidariedade pelas pessoas infectadas com o HIV e por aquelas que têm de viver com AIDS.

Wikipédia  – A enciclopédia livre

Outubro Rosa

Outubro é o mês contra o câncer de mama.

 

O laço rosa simboliza a luta contra o câncer de mama e estimula as mulheres a se prevenirem contra a doença que mata mais mulheres no mundo. O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo.

Quando diagnosticado no início por meio da mamografia, a doença tem 95% de chance de cura, segundo a Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama , FEMAMA.

 

AUTO EXAME

 

Referências:

Núcleo Assistencial para Pessoas com câncer – NASPEC

Imagens da net