Dia da Saudade

Saudade é um estado emocional profundo nostálgico ou melancólico por algo ausente ou alguém.

Saudade é a lembrança de sentimentos, experiências, lugares ou eventos que uma vez trouxe emoção, prazer, bem-estar, que agora desencadeia os sentidos e faz viver novamente.

Este sentimento sempre foi tema de músicas, poemas, filmes e não há quem já não o tenha sentido.

A saudade é a memória de algo ou alguém ausente – lembrança nostálgica e suave -, que vem junto com a vontade de ver novamente a pessoa ou o lugar que nos falta. É comum se manifestar entre parentes, amigos, casais enamorados, casados ou não.

Uma apologia da saudade

O educador Gilberto Freyre, em excelente artigo sobre saudade, faz, digamos assim, uma espécie de elogio a esse sentimento tão cantado em prosa e verso pela literatura universal. Ele mesmo cita Camões para explicar o porquê de ser um simpatizante da saudade.

De acordo com ele, a saudade do passado, aliada à fé no futuro, podem se completar de maneira brilhante, para erguer ou reerguer os valores de um povo ou nação.

E afirma: “A saudade do Brasil fez com que José Bonifácio renunciasse às vantagens que lhe eram oferecidas pela Europa e viesse ser, em sua terra (…) o campeão da independência nacional e o primeiro organizador do futuro do Brasil. (…) A saudade do Brasil fez com que Gonçalves Dias escrevesse no exílio os, há mais de um século, popularíssimos versos “Minha terra tem palmeiras”.

Luís de Camões, poeta português, escreveu o livro “Os Lusíadas”, fortemente marcado por um sentimento de saudade dos tempos gloriosos de Portugal (das conquistas marítimas portuguesas).

Quem tem medo de saudade?

Dizem que todo encontro traz em si a possibilidade da separação. E que daí viria certo sentimento de tristeza ou melancolia experimentada pelos enamorados, quando estão juntos.

Quem já não se deparou ou se viu nessa cena? O casalzinho sentado de mãos dadas, cabisbaixos, tristes de amor: tristes de uma possível saudade. Seria, assim, uma forma de saudade antecipada. Que, talvez, jamais venha, mas está ali, entre os dois, como algo que pode ser, pode acontecer, pode vir.

A saudade, enfim, faz parte do nosso dia-a-dia, sem nem nos darmos conta. Terminais rodoviários, aeroportos, estações de trem e mesmo e-mails enviados pela rede internet no mundo inteiro são ambientes onde a saudade, em alguns casos, também se manifesta.

A saudade é sempre saudade de coisas boas que vivemos ou vimos, ninguém sente saudade de tragédia, não é, mesmo?

No dia 30 de janeiro se comemora o Dia da Saudade. E para desejar a todos um Dia da Saudade cheio de boas lembranças, nos apropriamos de um poema do grande Mário Quintana:

Saudade

Na solidão na penumbra do amanhecer.
Via você na noite, nas estrelas, nos planetas,
nos mares, no brilho do sol e no anoitecer.

Via você no ontem , no hoje, no amanhã…
Mas não via você no momento.

Que saudade…

Mário Quintana

Fonte: Portal São Francisco
Imagem: Estante Educativa

 

 

 

Saudade

Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida.

Clarice Lispector
Image: Internet

 

 

Eu escrevi um poema triste

Eu escrevi um poema triste
E belo apenas da sua tristeza
Não vem de ti essa tristeza
Mas das mudanças do Tempo,
Que ora nos traz esperanças
Ora nos dá incerteza…
Nem importa, ao velho Tempo,
Que sejas fiel ou infiel,
Eu fico, junto à correnteza,
Olhando as horas tão breves…
E das cartas que me escreves
Faço barcos de papael !

Mário Quintana
Imagem : Curiosidades em Fatos

 

 

Dia da Liberdade de Culto

7 de Janeiro

Segundo o artigo 5º da Constituição de 1988, é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias .

Dia da Liberdade de Culto

E a Carta Magna acrescenta: Ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa, convicção filosófica ou política.

Por sugestão do escritor baiano Jorge Amado, então deputado federal pelo Partido Comunista Brasileiro de São Paulo, a liberdade religiosa já havia sido assegurada pela Constituição de 1946.

Mas a primeira lei sobre o tema é de 7 de janeiro de 1890, daí a comemoração nesta data. Trata-se de um decreto assinado pelo presidente Marechal Deodoro da Fonseca.

No Brasil, a liberdade de culto e o respeito às diversas religiões são fundamentais para um convívio social pacífico, ao mesmo tempo em que enriquecem nossa cultura.

Fonte: www.ftd.com.br
Portal São Francisco

Receita De Ano Novo

Para você ganhar belíssimo Ano Novo cor do arco-íris, ou da cor da sua paz, Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido (mal vivido talvez ou sem sentido) para você ganhar um ano não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; novo até no coração das coisas menos percebidas (a começar pelo seu interior) novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, se ama, se compreende, se trabalha, você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, não precisa expedir nem receber mensagens (planta recebe mensagens? passa telegramas?)

Não precisa fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta. Não precisa chorar arrependido pelas besteiras consumidas nem parvamente acreditar que por decreto de esperança a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações, liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver. Para ganhar um  Ano Novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.

Carlos Drummond de Andrade

20081225234952297.gif

Paz na Terra aos homens de boa vontade.

Que o novo ano seja repleto de ousadia no amor, criatividade nas escolhas e coragem no dia a dia. (Frase do bem)

Boas entradas de Ano Novo para todos!

Feliz Natal!

Breve será natal, amigos, o aniversário mais famoso, a festa da felicidade, da alegria e especialmente do amor! Vamos abrir nossos corações para deixar entrar o amor e a verdadeira felicidade. Desejo a todos um Natal abençoado. Que cada habitante da Terra encontre, através da magia do Natal, a infalível estrela da fé que o guiará à luz, à paz, à verdade e, o mais importante, ao amor universal, ao exemplo dos três sábios nesta noite da Natividade .
Image: Pngtree

Poesia de Natal

Enfeite a árvore de sua vida
com guirlandas de gratidão!
Coloque no coração laços de cetim
rosa, amarelo, azul, carmim,
Decore seu olhar com luzes brilhantes
estendendo as cores em seu semblante

Em sua lista de presentes
em cada caixinha embrulhe
um pedacinho de amor,
carinho, ternura, reconciliação, perdão!

Cora Carolina