Gostei muito deste vídeo que compartilhei do Facebook. Não tinha título, não sei quem é o autor, mas o texto é lindo. Foi publicado por Maria Christina Rodrigues Menezes.

Anúncios

VIVER NÃO DÓI

bd051414eea17710

Carlos Drummond de Andrade

  Definitivo, como tudo que é simples. Nossa dor não    advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.

Por que sofremos tanto por amor?

  O certo seria a gente não sofrer, apenas  agradecer por termos conhecido uma pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez companhia por um tempo razoável, um tempo feliz.

Sofremos por quê?

Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter tido junto e não tivemos, por todos os shows e livros e silêncios que gostaríamos de ter compartilhado, e não compartilhamos. Por todos os beijos cancelados, pela eternidade.

Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um amigo, para nadar, para namorar.

Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas angústias se ela estivesse interessada em nos compreender.

Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada.

Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam, todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.

Como aliviar a dor do que não foi vivido?

A resposta é simples como um verso: Se iludindo menos e vivendo
mais!!!

A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade.

A dor é inevitável.

O sofrimento é opcional.

Fonte: LUSO POEMAS

 

 

 

 

SIMBOLISMO DAS CORES

As cores podem ter influência psicológica sobre o ser humano: algumas estimulam, outras tranquilizam, pois são captadas pela visão e transmitidas para o cérebro e consequentemente refletem impulsos e reações para o corpo.

rose-3557859_640.jpg
Imagem: Pixabay

O vermelho ativa e estimula, significa elegância, paixão, conquista, requinte e liderança.

grapes-1281423_640.jpg
Imagem: Pixabay

O verde simboliza esperança, perseverança, calma, vigor e juventude.

color-3212197__340.jpg
Imagem: Pixabay

O laranja, além de significar movimento, espontaneidade, tolerância, gentileza, é uma cor estimulante

1656e3fa305853d.jpg
Imagem: pngtree

A cor azul produz segurança, compreensão. Propicia saúde emocional e simboliza lealdade, confiança e tranquilidade.

fantasy-3338008_640.jpg
Imagem: Pixabay

O rosa significa romance, sensualidade, beleza.

bananas-311788__340.png
Imagem : Pixabay

A cor amarela desperta, traz leveza, descontração, otimismo. Simboliza criatividade, juventude e alegria.

crocus-2093222_640.jpg
Imagem: Pixabay

A cor violeta significa sinceridade, dignidade, prosperidade, respeito.

coffee-2541558_640.jpg
Imagem: Pixabay

O marrom associa-se à estabilidade, constância, significa responsabilidade e maturidade.

cat-165068_640.jpg
Imagem: Pixabay

O cinza promove equlíbrio e estabilidade.

flower-3063958_640.jpg
Imagem: Pixabay

O branco remete a paz, sinceridade, pureza, verdade, inocência, calma.

mosquito-450394_640
Imagem: Pixabay

O preto permite a autoanálise, a introspecção, pode significar também dignidade, está associado ao mistério.

Fonte: Mundo Educação

 

CHICO XAVIER

Chico_Xavier.jpgO mais difícil é ajudar em silêncio, amar sem crítica, dar sem pedir, entender sem reclamar… A aquisição mais difícil para todos nós chama-se paciência.

Imagem : Internet

SAUDADES

34445063_10213864545740274_3565606820355506176_n.jpg

Sinto saudades de tudo que marcou minha vida. Quando vejo retratos, quando sinto cheiros, quando escuto uma voz, quando me lembro do passado, eu sinto saudades…

Sinto saudades de amigos que nunca mais vi, de pessoas com quem não mais falei ou cruzei…

Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito! Daqueles que não tiveram como me dizer adeus.

Sinto saudades das coisas que vivi e das que deixei passar, sem curtir na totalidade. Quantas vezes tenho vontade de encontrar não sei o que…não sei onde…para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi…

Clarice Lispector
Imagem :Stephane Pelletier ( Minha neta )

MIGRAÇÃO NOS ESTADOS UNIDOS

A separação das crianças dos migrantes, um “crime contra a humanidade”, segundo o Dr. Julien.

Segundo o Dr. Julien, “o vínculo entre pais e filhos é essencial para o desenvolvimento saudável das crianças”. Este laço, quebrado ou cortado por diferentes razões, é um ato de incrível violência “.

O Dr. Julien salienta que “podemos sentir falta de cuidados, comida ou abrigo” quando migramos para uma nova terra de acolhimento “, mas não podemos ficar sem este elo de segurança essencial, a” base de segurança “. Para todos e especialmente para crianças, é a referência única para considerar dias melhores e nutrir a esperança de luz no fim do túnel.

Ele vai além, falando diretamente de um “crime contra a humanidade”.

“Um pai que coloca esse vínculo em risco é rapidamente denunciado à Proteção da Juventude por abuso e negligência. Uma comunidade ou sociedade que remover esse elo essencial terá que ser acusada de um crime contra a humanidade. Os Estados Unidos da América é o único país que não reconhece a Convenção Internacional sobre os Direitos da Criança.

TVA Nouvelles

Em Genebra, a ONU pediu que Washington pare imediatamente de separar as crianças de seus pais presos depois de passar ilegalmente a fronteira com o México.

“Estamos profundamente preocupados com o fato de que a política de tolerância zero recentemente criada ao longo da fronteira sul dos Estados Unidos ter garantido que as pessoas com a entrada ilegal no país estão sujeitas a acusação e que seus filhos – incluindo crianças extremamente jovens – são tirados deles”, disse a porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Ravina Shamdasani, durante uma conferência de imprensa.

“Os Estados Unidos deveriam parar imediatamente essa prática de separar as famílias e deixar de criminalizar o que deveria ser, no máximo, uma ofensa administrativa, a entrada ilegal ou a permanência nos Estados Unidos”, disse ela. Acrescentou, explicando que separar as famílias e detê-las era uma “grave violação dos direitos da criança”.

leNouvelliste
Tradução
bn5ez9ir_thumb.gif

DIA DAS MÃES

Amanhã, 13 de maio de 2018, é o dia dedicado às Mães. Para marcar esse dia, escolhi este lindo texto que compartilhei de minha amiga Anabela de Araújo com tão linda ilustração!

 

“Os filhos são parte de nós. São a parte que não parte. São a melhor parte.
Os filhos são o coração fora do peito. O coração nas mãos. São a parte que nunca colocamos de parte. Nunca. São a parte e o todo. Sempre.
Os filhos nunca partem, mesmo que vão morar para longe. Nenhuma distância é maior do que o amor.
Os filhos são a nossa metade e meia. São a nossa entrega por inteiro.
Os filhos são o nosso pensamento. O primeiro e o último.
Os filhos são a nossa raiz e a nossa semente. São a vida depois da vida.
Os filhos são a nossa vida. Não podemos impedir que sofram e esse é o nosso maior sofrimento. Sofreríamos a sua dor mil vezes para que nem uma se atravessasse no seu caminho. Dá-los-íamos à luz mil vezes para que nenhuma sombra se atrevesse a tapar-lhes o caminho.
Os filhos são a nossa vida e damos a nossa vida por eles.”

Uma mãe

Ilustração: @rte de Steve Hanks*